SP - 11 2305-9770

NOTÍCIAS

14/06/2018

Brasil registra mais de 370 mortes por Influenza em 2018, saiba como identificar a doença

H1N1 também é o vírus mais presente no país, segundo o Ministério da Saúde

Segundo dados do Ministério da Saúde, de janeiro a 2 de junho de 2018, foram registrados 2.315 casos de influenza de todos os tipos em todo o país, com 374 óbitos. Desse total, 1395 ocorreram pelo contágio do H1N1, com 243 óbitos. O vírus H1N1, ou Influenza A, é o que mais registra casos da doença no país.

Os sintomas da gripe H1N1 são semelhantes aos causados pelos vírus de outras gripes. No entanto, requer cuidados especiais a pessoa que apresentar febre alta, acima de 38º, 39º, de início repentino. Por isso é importante o diagnóstico específico para a identificação do vírus através de exames sorológicos, além de medidas preventivas como a vacinação.

De acordo com a EUROIMMUN, empresa alemã especializada no diagnóstico de doenças autoimunes, infecciosas, alergias e genéticas, o diagnóstico precoce permite a terapia imediata apropriada, incluindo a terapia sintomática/suporte e adjuvante, juntamente com a administração de virostáticos. Ressaltando ainda que a melhor prevenção contra infecções pelo vírus da Influenza é a imunização ativa, sendo necessário a indicação de um médico para os pacientes que já apresentam alguns dos sintomas da gripe. 

Vacinação estendida


A Campanha anual de vacinação contra a gripe, promovida pelo Ministério da Saúde em todo o país, prorrogou o prazo para atingir um número maior de pessoas que ainda não se vacinou. Até 15 de junho, a população do chamado grupo de risco deve procurar um posto de saúde para a vacinação.

E mesmo os que já tomaram as últimas doses, nos anos anteriores, devem voltar ao posto. Janaudis, que é bioquímico e farmacêutico, explica que a composição da vacina é sazonal de acordo com o vírus em circulação dominante, que passa por mutações ao longo dos anos.