SP - 11 2305-9770

NOTÍCIAS

12 DE JUL, 2016

Transmissão sexual do vírus Zika na Alemanha, Abril 2016

Estudo publicado em Abril de 2016 utilizando teste ELISA da EUROIMMUN, comprova transmissão sexual do vírus Zika
Os kits de ELISA da EUROIMMUN para detecção de anticorpos IgG e IgM contra o vírus Zika foram utilizados recentemente na determinação da infecção em um estudo que relatou o primeiro caso de Zika transmitido sexualmente, na Alemanha.
O artigo foi publicado pelo Centro de colaboração da Organização Mundial de Saúde (OMS) em Hamburgo, Alemanha (Instituto Bernhard Nocht) no Jornal Eurosurveillance e foi estabelecido em uma parceria entre o Instituto Robert Koch, Instituto Bernhard Nocht e o Centro Alemão para Pesquisa de Infecção, podendo ser visto na íntegra CLICANDO AQUI

Nesse estudo, em abril de 2016, um viajante alemão, após passar uma semana em Porto Rico, apresentou sintomas similares a um resfriado. E mais tarde, sinais específicos como dores e inchaços das juntas e erupções cutâneas. Após uma semana dos sintomas, ele obteve resultados positivos para anticorpos IgG e IgM contra Zika e negativo para RNA viral.

Cerca de duas semanas após seus sintomas, sua parceira, que não participou da viagem, também apresentou sinais clínicos e, devido ao diagnóstico do parceiro, realizou exames rapidamente, apresentando positividade para RNA viral e resultados sorológicos negativos. A soroconversão foi comprovada para ambos, utilizando os testes de ELISA para Zika da EUROIMMUN.

A presença de RNA do vírus Zika no sêmen pôde ser observada por até 50 dias após os sintomas, demonstrando que a carga e resistência viral são elevadas no sêmen, o que possivelmente permite a transmissão sexual. Adicionado ao fato que o RNA viral detectado em ambos apresentou sequência genética idêntica e estritamente relacionada às estirpes detectadas em Porto Rico e outros países da América Central e outros estudos que relatam casos de transmissão sexual homem-mulher e homem-homem e de resistência viral no sêmen por semanas, é possível presumir que a transmissão do vírus Zika através de relações sexuais é possível e deve ser evitada, principalmente por mulheres grávidas.

A EUROIMMUN oferece um painel completo para o diagnóstico sorológico de Zika nas metodologias de imunofluorescência indireta (IIFT) e imunoensaio enzimático (ELISA) para detecção de anticorpos IgG e IgM e está presente nos principais laboratórios do Brasil.

 

FI-2668-1 G

IF: Mosaico Arbovirus 2 IgG

MS/ANVISA nº 81148560015

FI-2668-1 M

IF: Mosaico Arbovirus 2 IgM

MS/ANVISA nº 81148560014

EI 2668-9601 G

Zika virus IgG

MS/ANVISA nº 81148560018

EI 2668-9601 M

Zika virus IgM

MS/ANVISA nº 81148560019


Referência
Frank et al.; “Sexual transmission of zika virus in Germany, April 2016”